terça-feira, 20 de junho de 2017

Assim foi no ano de 1969

AUTOR 
 João Maria dos Reis Pereira / JULIO SAÚL-DIAS








Fomos ver teatro

Duas peças de teatro representadas pelos alunos do 6º ano, para os colegas do 5º ano de escolaridade.
Mais uma vez, a direção das peças de teatro esteve a cargo do professor, António Amaral.
Parabéns, professor!






Teatro de Sombras

O Teatro de Sombras foi representado pelos alunos do 5º ano para os meninos do 1º ciclo.
Parabéns para os atores e para o professor, António Amaral.




Os nossos alunos na entrega dos prémios Joaquim Pacheco Neves


Dia 2 de junho, Ana Fernandes, autora do livro «Levo-te às Estrelas».




Exposição de Paus de Chuva




Trabalhos realizados pelos alunos de Espanhol




sexta-feira, 5 de maio de 2017

Para sempre...

Mãe é...

Para Sempre

Por que Deus permite 
que as mães vão-se embora? 
Mãe não tem limite, 
é tempo sem hora, 
luz que não apaga 
quando sopra o vento 
e chuva desaba, 
veludo escondido 
na pele enrugada, 
água pura, ar puro, 
puro pensamento. 
Morrer acontece 
com o que é breve e passa 
sem deixar vestígio. 
Mãe, na sua graça, 
é eternidade. 
Por que Deus se lembra 
— mistério profundo — 
de tirá-la um dia? 
Fosse eu Rei do Mundo, 
baixava uma lei: 
Mãe não morre nunca, 
mãe ficará sempre 
junto de seu filho 
e ele, velho embora, 
será pequenino 
feito grão de milho. 

Carlos Drummond de Andrade, in 'Lição de Coisas' 

segunda-feira, 24 de abril de 2017

MUITAS OPÇÕES NA TUA BIBLIOTECA







DIA MUNDIAL DO LIVRO

O Plano Nacional de Leitura (PNL) para os próximos dez anos vai apostar na “literacia científica e digital” para crianças e adultos e incluirá bibliotecas escolares, instituições de ensino superior e Centros Ciência Viva, revelou o Governo esta quinta-feira. O Conselho de Ministros aprovou as linhas orientadoras para o Plano Nacional de Leitura até 2027, que será implementado e monitorizado por uma comissão presidida por Teresa Calçada e Elsa Maria Conde. 
“Privilegia-se no PNL 2027 uma política interministerial, com uma aposta clara na literacia científica e digital e na interação com outras esferas de conhecimento, como a artística, privilegiando sempre a abordagem inclusiva das práticas de leitura”, lê-se no comunicado do Conselho de Ministros.

"Acredito mesmo que se há forma de defender a liberdade é mesmo promover a leitura, porque a leitura liberta e permite-nos exprimir livremente aquilo que cada um escreve, qualquer que seja a língua em que escreve"
Primeiro Ministro António Costa



Nota: O Plano Nacional de Leitura foi criado em 2006 pelo Governo, para melhorar os níveis de literacia e leitura dos portugueses

domingo, 23 de abril de 2017

DIA MUNDIAL DO LIVRO 2017


O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Este ano associa-se aos 150 Anos da Abolição da Pena de Morte em Portugal.
O cartaz, um cartoon com conceção e design da ilustradora e cartoonista Cristina Sampaio e pretende mostrar simbolicamente que o livro e a leitura são fatores fundamentais para o crescimento económico, político, social e cultural, e que se encontram na base da cidadania plena.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

“Um Homem e o seu Carnaval”, de Carlos Drummond de Andrade

Pintura de Alex Levin


“Deus me abandonou
no meio da orgia
entre uma baiana e uma egípcia.
Estou perdido.
Sem olhos, sem boca
sem dimensão.
As fitas, as cores, os barulhos
passam por mim de raspão.
Pobre poesia.
O pandeiro bate
É dentro do peito
mas ninguém percebe.
Estou lívido, gago.
Eternas namoradas
riem para mim
demonstrando os corpos,
os dentes.
Impossível perdoá-las,
sequer esquecê-las.
Deus me abandonou
no meio do rio.
Estou me afogando
peixes sulfúreos
ondas de éter
curvas curvas curvas
bandeiras de préstitos
pneus silenciosos
grandes abraços largos espaços
eternamente.”

(do livro Brejo das Almas, 1934)

“Carnaval só nosso”





Vestidos de arco-íris vamos pelo salão
No compasso patente desse louco amor.
Ao conhecer na pele o toque da tua mão
Antevejo paixão nos teus braços, Pierrot.
Sem máscaras agora, somos apenas nós
Brincando na fantasia, que nos alucina
Esquecendo o tempo, esse nosso algoz

Recheamos de encanto cada verso, e rima.
O intenso brilho do teu olhar afiança
Que não haverá cinzas na quarta- feira.
E o sabor da boca acorda a esperança
Que chega vestindo a alma, sorrateira.
Alegria rara, de repente nos envolve
No enredo desse amor, rumo certeiro
Desatina o coração, embriaga, absorve
Diz que vai ser carnaval o ano inteiro.

Glória Salles

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

AS SEM - RAZÕES DO AMOR



Eu te amo porque te amo.
Não precisas ser amante,
E nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
E com amor não se paga.

Amor é dado de graça
É semeado no vento,
Na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
E a regulamentos vários.

Eu te amo porque não amo
Bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
Não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
Feliz e forte em si mesmo.

Amor é primo da morte,
E da morte vencedor,
Por mais que o matem (e matam)
A cada instante de amor.


Carlos Drummond de Andrade

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

É já no próximo dia 7 de fevereiro

SeguraNet - Iniciativa - Líderes Digitais: 

"Marca a diferença: Unidos por uma Internet melhor"



Clicar para aceder a mais informação
Ler, é para já! é um programa dirigido a jovens e adultos com poucos hábitos de leitura que necessitam de aumentar os níveis de literacia e de consolidar as aprendizagens necessárias à qualificação profissional. Pretende-se motivar para a leitura por prazer e contribuir para criar leitores autónomos, propondo a utilização dos recursos das bibliotecas.
LISTA DE LIVROS, janeiro 2017

TÍTULO: A Coisa Terrível Que Aconteceu a Barnaby Brocket
AUTOR: John Boyne
EDITORA: Bertrand
SINOPSE:
Os Brocket são as pessoas mais normais do mundo. São respeitáveis, quase enfadonhos, e muito orgulhosos da sua normalidade. Na verdade, Alistair e Eleanor Brocket torcem o nariz a tudo o que seja invulgar, estranho ou diferente. No entanto, assim que o seu filho mais novo Barnaby vem ao mundo, torna-se claro que ele é tudo menos normal. Para grande vergonha dos pais, Barnaby parece desafiar as leis da gravidade… e flutua! O pequeno Barnaby é uma criança solitária; afinal de contas, é difícil fazer amigos quando se passa a vida no ar.
Desesperado por agradar aos pais, faz tudo o que pode para parar de flutuar, mas simplesmente não consegue. Até que, num fatídico dia, a mãe de Barnaby decide que não aguenta mais. Afinal, ela só queria um filho normal - e não uma criança estranha, invulgar e flutuante! Isso dá mau nome à família… Por isso, Barnaby tem de partir. Sentindo-se atraiçoado, assustado e sozinho, Barnaby flutua sem rumo, até que se depara com um balão muito especial. Assim, começa uma viagem mágica à volta do mundo; da América do Sul a Nova Iorque, do Canadá à Irlanda, e até no espaço sideral, Barnaby faz uma série de novos e incríveis amigos, e descobre que nada nos faz tão felizes como sermos quem realmente somos.

TÍTULO: Vamos Comprar um Poeta
AUTOR: Afonso Cruz
EDITORA: Caminho
SINOPSE:
Numa sociedade imaginada, o materialismo controla todos os aspetos das vidas dos seus habitantes. Todas as pessoas têm números em vez de nomes, todos os alimentos são medidos com total exatidão e até os afetos são contabilizados ao grama. E, nesta sociedade, as famílias têm artistas em vez de animais de estimação. A protagonista desta história escolheu ter um poeta e um poeta não sai caro nem suja muito - como acontece com os pintores ou os escultores - mas pode transformar muita coisa. A vida desta menina nunca mais será igual…
Uma história sobre a importância da Poesia, da Criatividade e da Cultura nas nossas vidas, celebrando a beleza das ideias e das ações desinteressadas.

TÍTULO: O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares
AUTOR: Ransom Riggs
EDITORA: Bertrand
SINOPSE:

Uma ilha misteriosa. Uma casa abandonada. Uma estranha coleção de fotografias peculiares. Uma terrível tragédia familiar leva Jacob, um jovem de dezasseis anos, a uma ilha remota na costa do País de Gales, onde encontra as ruínas do lar para crianças peculiares, criado pela senhora Peregrine. Ao explorar os quartos e corredores abandonados, apercebe-se de que as crianças do lar eram mais do que apenas peculiares; podiam também ser perigosas. É possível que tivessem sido mantidas enclausuradas numa ilha quase deserta por um bom motivo. E, por incrível que pareça, podem ainda estar vivas. Um romance arrepiante, ilustrado com fantasmagóricas fotografias vintage, que fará as delícias de adultos, jovens e todos aqueles que apreciam o suspense.

Mais uma oferta do Prof. Carlos Cardeal


Exposição de trabalhos realizados pelos alunos na disciplina de Geografia.







segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Histórias Contadas em Primeira Mão


A brochura "Histórias contadas em primeira mão" resulta do trabalho desenvolvido pelos agrupamentos de escolas, no âmbito do projeto Todos Juntos Podemos Ler. Este projeto decorre de uma parceria entre a Rede de Bibliotecas Escolares, a Direção de Serviços de Educação Especial e Apoios Socioeducativos/ Direção-Geral da Educação e do Plano Nacional de Leitura. Conta com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundação Portugal Telecom. O projeto Todos Juntos Podemos Ler surgiu com os seguintes objetivos: 
• Apoiar projetos de leitura inclusiva nas bibliotecas escolares (BE);
• Desenvolver boas práticas de promoção da leitura; 
• Promover a partilha de recursos e materiais pedagógicos inclusivos. O trabalho colaborativo entre os professores bibliotecários e os professores de educação especial, no qual se alicerça todo o projeto, permitiu responder com inovação e eficácia aos desafios lançados pela inclusão dos alunos com necessidades educativas especiais (NEE). O projeto, iniciado no ano letivo de 2011-2012, abrange 246 escolas de 72 agrupamentos de escolas, 99 professores bibliotecários, 390 professores de educação especial, 687 professores de várias áreas disciplinares e professores titulares de turma, 56 elementos das direções das escolas, 239 técnicos (terapeutas, psicólogos, assistentes operacionais) e cerca de 7000 alunos. Para a presente brochura foi selecionado um conjunto de projetos de diferentes regiões, públicos e contextos, pretendendo-se, assim, constituir uma pequena amostra dos projetos desenvolvidos. Agradecemos especialmente à Fundação Calouste Gulbenkian, que tornou possível a presente publicação, pelo apoio que deu ao projeto Formar e Inovar para Incluir, no âmbito da candidatura Educação Especial 2015, do Programa Gulbenkian Qualificação das Novas Gerações.
(Inf. Via RBE)
(Aqui mais inf.
 http://www.rbe.min-edu.pt/np4/file/1857/brochura_digital.pdf)

FAÇA LÁ UM POEMA - CONCURSO


Com intenção de incentivar o gosto pela leitura e pela escrita de poesia e no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Poesia, o Plano Nacional de Leitura, PNL, e a Fundação Centro Cultural de Belém, CCB, convidam todas as escolas do país, públicas e privadas, a participar no Concurso FAÇA LÁ UM POEMA, FLP, que decorrerá entre Dezembro de 2016 e Março de 2017.
O concurso FLP é dirigido aos alunos dos níveis de Ensino Básico e Secundário de todas as escolas (agrupadas e não agrupadas), do continente e ilhas.

Aqui toda a inf.
(http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt/Concursos/index.php?s=concursos&tipo=1&concurso=100)

PALAVRAS E IDEIAS - CONCURSO

Este concurso procura desenvolver competências de leitura e de escrita, centrada na comunicação e na partilha de ideias. Tendo como mote comum ao Pré-escolar, 1º e 2º Ciclo a escolha de um livro, sugere-se o desenvolvimento de uma atividade que culmine na produção de um texto escrito e de um cartaz.
PROPOSTA
Convidam-se as turmas/grupos a desenvolver atividades colaborativas que persigam competências de leitura e de escrita, centradas no diálogo e na partilha de ideias.
Propõe-se que cada turma/grupo escolha um livro para leitura coletiva, sobre que incida a atividade especificada para cada nível de educação/ensino e de que resulte uma produção final em TEXTO + CARTAZ.
O desenvolvimento das atividades deve dar destaque à leitura em voz alta e em grupo, podendo ser incluída a participação de intervenientes externos (família, indivíduos ou grupos da comunidade), com vista a um maior dinamismo e interação.
Cada turma/grupo pode realizar vários trabalhos sobre o mesmo livro ou quaisquer outros à escolha, desde que respeitem a proposta de origem. Os trabalhos serão enviados para o PNL, para apreciação e seleção.
(Mais inf. em : 
http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt/escolas/projectos.php?idTipoProjecto=100 )